Você já considerou a opinião de alguém hoje?


Por Joanna RMN


Se, segundo o dicionário, conforto e bem-estar são sinônimos, é possível esse conforto trazer uma falsa sensação de bem-estar, servindo como casulo para evitar o que nos desafia, mesmo que inconscientemente?


Sim! O corpo é um sistema, não faz nada a toa. Existe uma parte dentro da nossa cabeça chamada cérebro reptiliano, que é responsável pela autopreservação e, por isso, entra em atividade sempre que nos sentimos ameaçados. É ela que aciona o nosso instinto de sobrevivência e nos faz fugir nos momentos de possível ameaça.


Ou seja, quando adotamos somente a nossa forma de pensar como certa, nosso cérebro provavelmente irá interpretar algo de fora como uma ameaça ao nosso bem-estar, o que nos levará a reagir reativamente, negando as informações que diferem do que estamos acostumados. E nosso conforto mental se mantém - que pena.


“As pessoas não são computadores. São criaturas sociais com peculiaridades engenhosas. Desenvolveram armas para se protegerem de conhecimentos perigosos capazes de poluir a visão de mundo da qual dependem. Essas armas têm nome: ceticismo, desconfiança, antipatia, tédio, incompreensão.”


O problema de comportamentos como esses é que, ao excluir novas perspectivas, perdemos a oportunidade de enxergar além da nossa lente, das verdades em que acreditamos e, assim, crescer. Mas... Está tudo bem, pois existe saída.


Não importa se o que está por trás é o não querer conflitos, o medo de nos descobrimos errados ou o excesso de ceticismo simplesmente. Reagir reativamente nada mais é que um padrão de comportamento modificável.


Um caminho é pela comunicação não-violenta, por exemplo, que defende que valorizar o outro não é sinônimo de se anular; é reconhecer que existe mais do que temos conhecimento, o que só pode trazer benefícios. Até porque a história e alguns de seus personagens, como Hitler, estão aí para nos relembrar do perigo de alimentar somente o nosso ponto de vista como verdadeiro.


Fazer uma tentativa de trazer novos significados para as nossas verdades absolutas é um exercício que vale a pena. A descoberta pode ser muito positiva.


Deixamos você com a pergunta: que perspectiva você vai escolher acolher nos próximos dias?